Viagem ao sul 
Casa de cultura Mário Quintana
Casa de cultura Mário Quintana

Na minha última viagem a Porto Alegre, agora no início do ano de 2016, visitei a Casa de cultura Mário Quintana, na rua dos Andradas, uma das principais do centro de Porto Alegre.

Estive hoje visitando a Casa de Cultura Mário Quintana, localizada em Porto Alegre, no antigo Hotel Majestic, que foi realmente a casa do poeta em algumas temporadas.

Situa-se na esquina da Travessa dos Cataventos com a Rua dos Andradas, uma das principais ruas do centro da cidade. O nome da travessa alude ao nome do primeiro livro de poesias de Mário Quintana, com sonetos escritos ainda em forma fixa de sonetos.

 

 

O prédio tem duas alas, de forma muito original uma delas com cinco pavimentos e outra com sete. São ligadas por passarelas.

É possível ver, através de uma divisória de vidro, o quarto do poeta, bastante simples, com uma cama de casal, escrivaninhas, máquina de escrever, papel e cesto de papel, além de uma televisão e uma miniatura de bonde (antigo veículo de transporte urbano) sobre ela, e algumas fotos, como uma de Cecília Meireles, na parede. Mário Quintana é considerado um dos principais poetas gaúchos, e tem grande renome na poesia brasileira do século XX.

 

 

 

 

 

 

 

 

Numa outra sala, no mesmo andar, está uma mostra sobre a vida da cantora Elis Regina, que é gaúcha também, mostrando muitas fotos de sua carreira e dados sobre sua vida e morte.

 

 

 

Descobri que a Biblioteca Lucília Minssen. biblioteca infantil que visitava na minha infância, está agora sediada na Casa de Cultura. Observei um boneco mostrando o poeta Mário Quintana junto a uma criança, na entrada, e mais uma vitrine de brinquedos e uma brinquedoteca para crianças de até sete anos. Soube que, depois de situar-se na rua Gen. Câmara, num subsolo da Biblioteca Pública de Porto Alegre, esta biblioteca infantil passou por outros endereços, entre os quais a Praça D. Feliciano, até ter o endereço atual. Lucília Minssen, que dá nome a ela,  era a bibliotecária responsável pela sala à época da minha infância.

 

 

 

 

 

 

 

Pude ver um jardim suspenso num terraço da Casa de Cultura, muito bonito, tendo como uma das atrações canteiros plantados em velhas banheiras, que me lembraram a casa em que morei quando criança.

Há muitos outros espaços ligados à cultura no local e encontrei dois com nomes de antigos professores que tive no curso de Graduação em Piano na UFRGS, professores Bruno Kiefer e Armando Albuquerque.

É possível também assistir a filmes no cinema existente no pavimento térreo.

Um lugar lindo e onde se pode adquirir conhecimento sobre a história de Porto Alegre e de sua arte e cultura  e também vivenciar esta cultura.